Arquivos da categoria: Uncategorized

Coleção de Fotografia Contemporânea da Telefônica no Tomie Ohtake

Hoje foi a abertura da exposição de fotografia contemporânea no instituto Tomie Ohtake. Como este que vos escreve está participando com quatro fotografias na parte educativa do site da exposição, fui convidado para a abertura. O espaço do instituto é

Coleção de Fotografia Contemporânea da Telefônica no Tomie Ohtake

Hoje foi a abertura da exposição de fotografia contemporânea no instituto Tomie Ohtake. Como este que vos escreve está participando com quatro fotografias na parte educativa do site da exposição, fui convidado para a abertura. O espaço do instituto é

Revista OLD Nº 1

Depois de mais de um ano aqui no blog, comentando mais de 20 fotógrafos em início de carreira, apresentar muitos trabalhos legais, chegou a hora de mudar de formato. À partir de agora começo a editar a revista OLD, que

Revista OLD Nº 1

Depois de mais de um ano aqui no blog, comentando mais de 20 fotógrafos em início de carreira, apresentar muitos trabalhos legais, chegou a hora de mudar de formato. À partir de agora começo a editar a revista OLD, que

Mais uma autoral

Esta foto foi feita do alto de uma ponte, que passa sobre a ladeira da General Carneiro, que vai dar na Vinte e Cinco de Março, no centro de São Paulo. Ela faz parte do trabalho autoral que estou desenvolvendo

Mais uma autoral

Esta foto foi feita do alto de uma ponte, que passa sobre a ladeira da General Carneiro, que vai dar na Vinte e Cinco de Março, no centro de São Paulo. Ela faz parte do trabalho autoral que estou desenvolvendo

Depois da longa ausência: a retomada.

Estiva um pouco distante do blog nas últimas semanas. Muitas coisas acontecendo e acabei percebendo que o formato que o Oldman tinha não me agrada mais. Por isso sumi. Agora volto para dizer que o blog continua, mas diferente. Depois

Depois da longa ausência: a retomada.

Estiva um pouco distante do blog nas últimas semanas. Muitas coisas acontecendo e acabei percebendo que o formato que o Oldman tinha não me agrada mais. Por isso sumi. Agora volto para dizer que o blog continua, mas diferente. Depois

WorldPress Parte Final

Esta imagem de Arko Datta, vencedora do  Worldpress de 2004, vai na mesma corrente da imagem de Akintunde Akinleye. Tem um forte apelo estético, porém ganha em narratividade e apelo dramático. Uma fotografia muito densa e violenta, porém sem abusar

WorldPress Parte Final

Esta imagem de Arko Datta, vencedora do  Worldpress de 2004, vai na mesma corrente da imagem de Akintunde Akinleye. Tem um forte apelo estético, porém ganha em narratividade e apelo dramático. Uma fotografia muito densa e violenta, porém sem abusar

Worldpress Parte Três

Neste post vou comentar a grande vencedora do Worldpress de 2009, de Pietro Mastruzo. Esta fotografia, à primeira vista, não parece tão interessante. Os pergonagens estão pequenos, ocupando uma área muito pequena da imagem e o resto do quadro, ocupado

Worldpress Parte Três

Neste post vou comentar a grande vencedora do Worldpress de 2009, de Pietro Mastruzo. Esta fotografia, à primeira vista, não parece tão interessante. Os pergonagens estão pequenos, ocupando uma área muito pequena da imagem e o resto do quadro, ocupado